• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fiat Palio Essence 1.6 16V - Esse novo motor 1.6 é o bicho

Conheça os detalhes do Palio E.torQ e saiba como o carro se saiu em nossos testes


Eduardo Aquino - Estado de Minas

Publicação: 12/11/2010 17:25 Atualização:

 (Fotos: Juarez Rodrigues/EM/D.A PRESS)
Acompanhe também o Vrum pelo Twitter

AVALIAÇÃO TÉCNICA

Positivo

VÃO DO MOTOR
O acesso à manutenção é razoável. O capô tem bom ângulo de abertura e o leiaute é racional. O isolamento acústico do vão (na parte interna do capô e painel de fogo) tem resultado positivo, em relação ao habitáculo, para o seu segmento de mercado.

CLIMATIZAÇÃO

É por comando manual. Apresentou bom funcionamento e o tempo gasto para dar a sensação de conforto no habitáculo foi satisfatório, depois de deixar o veículo trancado ao sol por meia hora. Não foram observadas admissão de gases/fumaça, quando se usa somente o recírculo interno de ar. O nível de ruídos de funcionamento é razoável.

CÂMBIO
As relações de marchas/diferencial satisfazem em dirigibilidade na cidade e rodovias, com poucas trocas, favorecida pelo bom rendimento do motor, trazendo conforto e segurança. A qualidade de engate é boa.

MOTOR
Merece destaque a performance e rendimento nesta versão hatch do Palio. A condução é muito prazerosa, pela eficiência de marcha (cidade/ estrada), suavidade, elasticidade e ruído baixo de funcionamento. Tem soluções de construção e engenharia muito práticas. Dependendo do modo de dirigir e das condições de uso do automóvel, a Fiat admite um consumo de óleo de até 500ml por 1 mil quilômetros para esse novo motor. As retomadas de velocidade e aceleração são muito boas para a sua cilindrada e em relação ao peso. Na estrada, consegue manter boa velocidade de cruzeiro.

VEDAÇÃO
Boa contra água.

FREIOS
Estão bem dimensionados e apresentaram bom comportamento dinâmico no uso misto. O ABS atuou com precisão e tem boa sensibilidade, assim como o pedal de freio. O freio de estacionamento atuou normalmente. Não ocorreu superaquecimento, depois de uso mais severo em longa descida sinuosa. Em frenagem de emergência, o veículo manteve a trajetória imposta, com boa desaceleração e sem afundamento exagerado do eixo dianteiro.

SUSPENSÃO
A estabilidade agrada bem, mesmo no uso mais esportivo, devido à inclinação moderada da carroceria, precisão e rapidez com que contorna curvas de raios variados. O conforto de marcha é razoável, com nível aceitável das transferências das imperfeições do solo para dentro.

ILUMINAÇÃO
Há luz de cortesia somente no porta-luvas. Sistema tem sensor crepuscular. Os faróis têm construção com duplo refletor e auxílio de faróis de neblina, embutidos no para-choque, com boa qualidade em iluminação. Não há regulagem elétrica de altura, em função da carga transportada, mas é fácil a alteração do facho, por meio de chaveta instalada atrás do corpo dos faróis. Na zona do teto, há uma lanterna junto ao retrovisor, com resultado razoável em iluminação para a área da cabine. O quadro de instrumentos, console central e interruptores elétricos nos painéis de porta têm boa identificação e leitura noturna.

ESTEPE
A roda é em aço e o pneu, igual aos de uso. Está instalado dentro do porta-malas, no fundo do assoalho. O kit de troca está em uma base, que fica abaixo do aro. A operação de troca é normal.

FERRAMENTAS
Tem uma chave de fenda com Phillips.

ALARME
O sistema é completo, com chave de ignição codificada (tem os símbolos de travar e destravar invertidos). Tem proteção perimétrica das partes móveis e a volumétrica dentro do habitáculo. Ao dar comando para travar as portas, os vidros sobem automaticamente com função antiesmagamento.

Regular

ACABAMENTO DA CARROCERIA
O spoiler do teto tem uma abertura na parte central, para dar vazão da água do esguicho no vidro traseiro, prejudicando o possível ganho no arrasto aerodinâmico em velocidades mais altas. As quatro portas estão desniveladas entre si e a carroceria. O capô e a tampa traseira estão descentralizados. A qualidade da pintura é boa. A montagem dos vários componentes é aceitável.

ALTURA DO SOLO
Tem chapa em aço para toda a zona inferior do motopropulsor. Raspa-a levemente em saídas de garagem com desnível e ao transpor quebra-molas salientes.

DIREÇÃO
A etiqueta informando sobre a pressão dos pneus não está presente na tampa que dá acesso ao tanque e nem na coluna B, do lado do condutor, somente no manual do proprietário. O diâmetro de giro é bom, assim como a velocidade do efeito/retorno. A coluna de direção tem regulagem em altura e o volante, boa pega. A precisão na reta e em curvas é boa, mesmo andando rápido, mas é um pouco leve e imediatas demais as suas reações nesta condição, devido às cargas homologadas para
a assistência hidráulica.

LIMPADOR DO PARA-BRISA
O sistema tem sensor de chuva. A área varrida junto à coluna A, do lado condutor, é prejudicada pelo curso limitado superior do braço da palheta, diminuindo o campo de visão. No vidro traseiro, o sistema é satisfatório. O reservatório de água, instalado dentro do vão do motor, tem posição e diâmetro do bocal pouco práticos.

Negativo

NÍVEL INTERNO DE RUÍDOS
Não tem um habitáculo silencioso, com vários pequenos ruídos, além do efeito aerodinâmico evidente a partir de 100km/h.

VOLUME DO PORTA-MALAS
O declarado é de 275 litros e o encontrado, De 245, prejudicado pelo piso irregular do assoalho, Com a tampa do bagajito fechada e triângulo de segurança dentro do vão.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

FICHA TÉCNICA

MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.598cm³ de cilindrada, 16 válvulas, que desenvolve potências de 115cv (gasolina) e de 117cv (etanol) a 5.500rpm e torques de 16,2kgfm (gasolina) e 16,8kgfm (etanol) a 4.500rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira, com câmbio manual de cinco velocidades

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

FREIOS
A disco na dianteira e tambor na traseira, com ABS (opcional)

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, do tipo McPherson, com rodas independentes, braços oscilantes inferiores transversais e barra estabilizadora; e traseira, com rodas independentes, eixo de torção e barra estabilizadora / 5,5 x 15 polegadas, em liga leve (opcionais) / 185/60 R15

CAPACIDADES
Tanque, 48 litros; e carga útil (passageiros e carga), 400 quilos

EQUIPAMENTOS
DE SÉRIE

Conveniência/conforto – Alertas de limite de velocidade e manutenção programada, bancos dianteiros com regulagem milimétrica do encosto, bolsa porta-revistas no costado dos bancos dianteiros, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do tanque de combustível, computador de bordo, direção hidráulica, sistema que deixa as luzes dos faróis acesas por um pequeno período depois que o motorista trava as portas, limpador traseiro com acionamento automático pela marcha a ré, My Fiat Car (personaliza várias funções), para-brisa degradê, porta-óculos, previsão para som, spoiler na tampa traseira na cor da carroceria, vidros verdes e volante com regulagem de altura.

Aparência – Acabamento cinza Ghisa na parte central do painel de instrumentos, calotas integrais, grade frontal com acabamento cromado, moldura cromada dos faróis de neblina e para-choques na cor do veículo.

Segurança – Três apoios de cabeça traseiros rebaixados e com regulagem de altura, terceira luz de freio e Fiat Code 2ª geração.

OPCIONAIS
Volante revestido em couro, rodas de liga leve com aro de 15 polegadas, pneus 185/60 R15, retrovisores externos e vidros elétricos traseiros com comando elétrico, sensores crepuscular e de chuva, rádio CD Player com MP3, RDS, Bluetooth e entrada USB, airbags frontais, freios ABS, banco traseiro bipartido, apoia braço central no banco do motorista, desembaçador com ar quente, minissaias esportivas na cor da carroceria, banco do motorista com regulagem de altura, acabamento interno em veludo, friso na tampa do porta-malas e painel de instrumentos em duas cores.

QUANTO CUSTA
O Fiat Palio Essence 1.6 16V tem preço básico sugerido de R$ 36.860. Com todos os opcionais, sobe para R$ 48.425. A versão também pode ser equipada com câmbio automatizado Dualogic, com preço a partir de R$ 39.230.

Banco traseiro tem três apoios de cabeça, mas cinto central é abdominal
Banco traseiro tem três apoios de cabeça, mas cinto central é abdominal

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: José Morais
Tenho um fiat pálio - essence 1.6, câmbio dualógico, gasta barbaridade, 6,7 Km/L (álcool) e 6,9 km/L (gasolina), barulhento / Janelas, cinto de segurança, amortecedores e motor, a marcha estica horrores na decida e na subida, um tranco enorme quando muda de marcha. Vou para a 1ª revisão... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas em destaque